Caiado diz a Marconi que atenderá interesses de Goiás no Senado

Democrata cumprimentou o governador durante evento de diplomação dos políticos eleitos em outubro. O clima entre os dois, segundo o tucano, é de respeito

Senador eleito Ronaldo Caiado (DEM) cumprimenta governador Marconi Perillo (PSDB)

Ronaldo Caiado (DEM) cumprimenta Marconi Perillo (PSDB) | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O governador Marconi Perillo (PSDB) afirmou em entrevista à imprensa nesta sexta-feira (19/12) que o clima político entre ele e o deputado federal Ronaldo Caiado (DEM), eleito ao Senado na chapa de Iris Rezende (PMDB), é “respeitoso”. O democrata foi um dos críticos mais ferrenhos do tucano na campanha eleitoral deste ano.

“É de respeito, nossas famílias são amigas. Eu o respeito e tenho certeza que ele igualmente deve ter respeito por minha trajetória. Fomos companheiros e tivemos em trincheiras juntos”, observou. Na ocasião, o governador contou o que disse ao cumprimentar Ronaldo Caiado nesta manhã, durante evento em que o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) diplomou políticos goianos eleitos em outubro passado. “Desejei muito boa sorte. E ele me disse que será um senador de Goiás e que posso contar com sua ajuda para atender aos interesses dos goianos”, informou.

O governador lembrou ainda o fato de Ronaldo Caiado fazer parte da oposição à presidente Dilma Rousseff (PT) no Congresso Nacional, assim como o PSDB. “Temos muitas coisas para fazer em convergência, pelo Estado e pelo Brasil.”

Quarto mandato

Marconi Perillo destacou que sua maturidade e responsabilidade cresceram ao eleger-se para o quarto mandato à frente do Palácio das Esmeraldas. “Mas a experiência também é grande, e a vontade de acertar e fazer o melhor é imensa, para fazer jus à confiança de 60% dos eleitores goianos”, analisou. Para isso, ressaltou, propôs a reforma administrativa à Assembleia Legislativa e está montando equipe técnica para a próxima gestão.

O chefe do Poder Executivo não confirmou se o atual secretário de Segurança Pública do Estado (SSP-GO), Joaquim Mesquita, será mantido no cargo. “No meu tempo, vou anunciando os integrantes da equipe. O prazo final é o dia 31. Se tiver condições de apresentar antes, o farei, mas não quero me antecipar em relação a nenhum nome novo, pelo menos por enquanto.”

O tucano elogiou ainda a eficiência e segurança da Justiça Eleitoral durante o processo de apuração do votos na corrida presidencial no segundo turno.

Aumento de salários

O governador foi lembrado pela imprensa que irá tomar posse com um novo salário, de R$ 20,42 mil, aprovado nesta semana pela Assembleia Legislativa — os vencimentos dos deputados também foram reajustados. Marconi Perillo ressaltou que o valor foi elevado após conceder alta a todos os servidores públicos estaduais.

“Depois de quatro anos, só não aumentei o meu. Aliás, nem foi agora, quem aumenta é o Poder Legislativo. A inflação nesse período foi mais de 25%, e acumulada é mais de 30%”, comentou. O tucano argumentou que nenhum funcionário recebeu menos que 30% de aumento em seus contra-cheques. Os únicos que não tiveram alteração em quatro anos, disse, foi ele próprio, o seu vice, José Eliton (PP), e os secretários.

Obras

Marconi Perillo foi questionado ainda sobre promessas de governo, como a construção do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo 2). “Não quero falar de prazos para não frustar. As obras estão prontas, faltam detalhes e quase todos os equipamentos estão instalados. Assim que concluído, vamos colocar em funcionamento, tendo um hospital no nível ou melhor que os já existentes. Nossas unidades públicas estão entre as melhores do país”, destacou.

A mesma análise foi feita pelo tucano ao Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) de Aparecida de Goiânia.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.