Programa é vinculado ao Ministério da Economia e seu intuito é dar impulso e integrar as iniciativas para um governo 100% digital

Foto: Hegon Correa

Com o intuito de modernizar e contribuir para a transformação digital no Estado, o governador Ronaldo Caiado (DEM) assina, na terça, 3, às 14h30, no Auditório Mauro Borges, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, o termo de adesão de Goiás à Rede Gov.Br, a Rede Nacional de Governo Digital. Trata-se de um ambiente de colaboração, intercâmbio, engajamento, articulação e cocriação de propostas relacionadas à temática de transformação digital no setor público.

Além de entes no âmbito dos Estados, a Rede será formada também por aqueles relacionados a União, Distrito Federal, Municípios e entidades privadas e do terceiro setor interessadas. O programa é vinculado ao Ministério da Economia e seu intuito é dar impulso e integrar as iniciativas para um governo 100% digital.

Nesta terça, Luís Felipe Monteiro, secretário de Governo Digital do Ministério da Economia e responsável pelo projeto estará presente no ato da assinatura como representante do governo federal.

Desburocratização

O secretário de estado de Administração, Bruno D’Abadia, cuja pasta organiza o evento em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação (Sedi), destacou a eliminação de burocracias e custos com a adesão. Segundo ele, o compartilhamento de informações entre as administrações, bem como a expansão das soluções tecnológicas, contribuem para ampliar a qualidade dos serviços disponibilizados aos cidadãos.

Durante a solenidade, o governador Ronaldo Caiado também irá assinar a Portaria Intersecretarial (Sead, Sedi e Casa Civil). Esta cria um grupo de trabalho que vai simplifar e trazer inovação de processos e serviços. Além disso, vai contribuir, também, para a modernização da gestão em Goiás, uma vez que facilitará a aplicabilidade das ferramentas disponíveis na Rede.       

Expectativa

De volta ao Rede gov.Br, a expectativa é que esta haja simplificação da prestação de serviço público; integração de iniciativas comuns; maior proximidade entre o Governo e o cidadão; economia de tempo e custo; ambiente propício à inovação e mais.

A rede traz, ainda, simplificação e oferta de serviços por meio de canais digitais; centralização destes serviços ofertados em plataformas digitais seguras, unificadas e facilitadas; capacitação profissional; soluções para atendimento de problemas comuns; evolução contínua; além de um espaço para experimentação e novas tecnologias.