Caiado assegura que passagem de ônibus não vai aumentar na grande Goiânia

Estado e prefeituras irão subsidiar em R$ 72 milhões o transporte, para manter valor cobrado de R$ 4,30 

O governador Ronaldo Caiado (UB) garantiu nesta sexta-feira, 1º, que a passagem de ônibus da região Metropolitana de Goiânia não sofrerá reajustes neste ano. O anúncio da medida foi feito durante o lançamento do Bilhete Único, que passa a valer a partir deste sábado, 2. A previsão é que o Estado e as prefeituras de Goiânia, Aparecida, Anápolis e Senador Canedo subsidiem o transporte coletivo em R$ 72 milhões, mantendo, assim, o valor de R$ 4,30, evitando que possíveis reajustes sejam repassados aos usuários.  

“Estamos fazendo com que, neste momento difícil, os usuários possam ter o preço mantido do transporte coletivo em R$ 4,30. A passagem seria de R$ 7,26, mas estamos dando um subsídio de R$ 2,96, que é um valor substantivo, importante”, afirma. Para Caiado, a atual conjuntura econômica não permite o reajuste. O governador destacou, inclusive, que Goiás é o único Estado do país a adotar a estratégia de subsidiar o transporte coletivo. “Tivemos coragem de apresentar projeto na Assembleia Legislativa, fazer mudanças substantivas e entrar com orçamento do Estado e das prefeituras para arcar com os valores para que o usuário não seja penalizado. Ou seja, não estamos colocando a mão no bolso do cidadão”, acrescenta.  

A decisão acerca de não repassar o reajuste foi definida em reunião do colegiado da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC) no início do mês de março. “Fizemos a primeira deliberação no sentido de garantir que não haverá reajuste tarifário para o usuário”, explica o secretário-geral de Governo, Adriano da Rocha Lima. “E nós lançaremos diversos produtos que virão progressivamente ao longo do ano”, emenda.  

Além do subsídio, serão implementados novos serviços no transporte coletivo, mês a mês, em toda a Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC). Neste momento está sendo a implantação do Bilhete Único. Todavia, as novidades chegam com base na Tarifação Flexível, que permitirá a criação de diversos serviços tarifários, como o Cartão Assinatura (vale transporte adquirido por empresas); Cartão Família (valor único para utilização pelo titular e mais quatro pessoas cadastradas); tarifas com validade estendida como Bilhete um Dia e Bilhete uma semana; Cartão Pós-pago (gastos enviados via fatura) e Bilhete Meia Tarifa (válido para percursos de até 5 km).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.