Cai reprovação à gestão de Bolsonaro na pandemia, revela Datafolha

Nos dias 22 e 23 de março, levantamento ouviu 2.556 pessoas com 16 anos ou mais em 181 municípios brasileiros

Com a marca de 660 mil mortes no Brasil por Covid-19, a avaliação de desempenho do presidente Jair Bolsonaro (PL) em relação à condução da pandemia melhora, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste domingo, 3, pelo jornal Folha de S.Paulo. Porém, a avaliação ainda é mais negativa do que positiva.

A pesquisa divulgada revelou que 46% dos entrevistados ainda avaliam o governo de Bolsonaro como ruim ou péssimo em relação à crise do coronavírus. Em pesquisa anterior, o índice era de 54%. A parcela dos que dizem ver como ótima ou boa a condução, passou de 22% em setembro do ano passado para 28% em março. Os que avaliam como regular, passaram de 22% para 25%.

A avaliação do governo possui uma maior reprovação entre os mais jovens, pessoas com ensino superior e moradores do nordeste. Agora, as melhores avaliações estão entre o público de 35 anos ou mais, de ensino fundamental/médio e entre os moradores da região sul, centro-oeste e norte do Brasil.

A queda na reprovação da gestão de Bolsonaro na pandemia ocorre no momento em que a reprovação de seu governo também cai. Para as eleições de 2022, Bolsonaro segue com 26% das intenções de voto, mostrando um certo fôlego para a disputa de outubro, contra 43% do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Desde março de 2020, o instituto Datafolha realizou oito pesquisas que avaliaram o governo de Bolsonaro em relação às medidas tomadas na pandemia. Em todas, a reprovação do combate à Covid foi maior do que a de seu governo. Há um ano atrás, em março de 2021, 54% reprovavam o desempenho na pandemia e 32% reprovavam seu governo de forma geral.

Segundo o Datafolha, pela primeira vez, as duas avaliações convergem: 46% reprovam a condução na pandemia e 45% sua gestão. E, de forma inédita, a aprovação no desempenho frente à Covid fica maior que a média (28% a 25%). Além disso, a maioria dos brasileiros acham que a pandemia está parcialmente controlada (72%) e 15% acreditam que está totalmente dentro do controle. Apenas 12% veem a situação fora de controle. A parcela que enxerga a pandemia totalmente controlada está, em sua maioria, entre os eleitores de Bolsonaro (26%) e menor entre os que pretendem votar em João Doria, Lula e Sergio Moro – em 12% cada; dentre os que pretendem votar em Ciro Gomes, esse índice cai para 8%.

Os melhores índices de aprovação (78%) do governo federal está entre os evangélicos (38%), católicos (26%) e kardecistas (16%). Pessoas brancas também melhor avaliam o governo do que pessoas pretas, sendo 32% e 21%, respectivamente.

Desde a chegada do coronavírus no Brasil, Bolsonaro desrespeitou medidas sanitárias, promoveu aglomerações, divulgou e adquiriu medicamentos sem eficácia contra a Covid-19 e propagou informações falsas sobre as vacinas. O conjunto de atitudes lhe rendeu uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado Federal, cujo relatório final, aprovado em outubro de 2021, atribuiu crimes ao governo federal, inclusive, ao presidente da República.

Uma resposta para “Cai reprovação à gestão de Bolsonaro na pandemia, revela Datafolha”

  1. Avatar ziro disse:

    Bolsoaro e lula são ameaças a democracia brasileira, é a minha opinião.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.