Em outubro, 59 mil pessoas apresentaram sintomas, representando uma redução de 22,8% em relação ao mês de setembro que apresentou 77 mil pessoas nessas condições

Segundo levantamento realizado pela pesquisa Pnad Covid-19, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Goiás registrou o terceiro mês consecutivo de queda no número de pessoas que apresentaram sintomas associados à Covid-19.

Em outubro, 59 mil pessoas apresentaram sintomas, representando uma redução de 22,8% em relação ao mês de setembro que apresentou 77 mil pessoas nessas condições. Esse é o terceiro recuo registrado desde o início da pesquisa, em maio de 2020.

O número de pessoas que afirmaram apresentar algum sintoma isolado também registrou queda, saindo de 404 mil pessoas em setembro
para 341 mil em outubro, o que representa 4,8% da população residente no estado contra 5,7% em setembro e 7,0% em agosto.

Já comparado à população total, o percentual de pessoas que referiram sintomas conjugados alcançou 0,8% em outubro, contra 1,1 % em setembro e 1,3% em agosto.

Aumento da testagem

Em setembro, 1,35 milhão de moradores de Goiás afirmaram já ter feito algum teste para saber se estavam infectados pelo novo coronavírus, o que representa 18,9% da população total. Mais da metade desse total eram mulheres — 710 mil pessoas, ou 52,5%; contra 641 mil homens, ou 47,5%.

O grupo que se encontra na faixa etária dos 30 aos 59 anos foi o que mais realizou testes — 729 mil pessoas —, seguido pelo grupo dos que têm entre 20 e 29 anos — 283 mil pessoas.

A faixa etária que menos realizou testes foi a das crianças de 0 a 9 anos de idade — 81 mil pessoas.

Das 1,35 milhão de pessoas que fizeram algum teste para detectar o vírus, 371 mil testaram positivo, o que representa um aumento de 25,8% em relação a setembro — 295 mil testes positivos. Porém, o
aumento foi menos expressivo que no mês de setembro — 51,4%. Destas, 46,9% eram homens —174 mil — contra 53,1% do sexo feminino — 197 mil. A maioria — 88,2% — possuía entre 0 a 59 anos — 327 mil.