Caetano Veloso e um Abraçaço na abertura do Festival Bananada

Além do baiano, festival traz apresentações de Pato Fu, Boogarins, Criolo e Tropikillaz

Foto: Marcello Dantas

Primeira atração do Festival Bananada, o cantor e compositor Caetano Veloso teve casa cheia | Foto: Marcello Dantas

Walacy Neto
Especial para o Jornal Opção Online

O primeiro dia da edição 2015 do festival Bananada, realizado na última segunda-feira (11/5), trouxe uma apresentação para lá de esperada pelos goianos. O show do baiano Caetano Veloso, no Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), prometia casa cheia logo quando foi anunciada a participação do músico no evento, meses antes do lançamento completo da programação. De fato, todo mundo se encontrou numa noite qualquer. Uma noite de segunda-feira.

Além da apresentação do músico tropicalista, o primeiro dia de festival também contou com show da goiana Bruna Mendez e da Do Amor. Meio nervosa, Bruna se apresentou com dificuldades que, com a leveza de suas composições, simplesmente sumiram. Ela explica: “O Fabrício [Nobre, diretor da A’Construtora e organizador do evento] me ligou e avisou que ia trocar meu dia pra segunda, e eu perguntei: ‘Mas segunda não é Caetano?’ Quando ele falou sim, eu já comecei a passar mal na mesma hora.”

MJR_4375

Foto: Marcello Dantas

Tudo certo. Não havia um envolvido na produção (ou até mesmo no público) que não estivesse um pouco nervoso devido ao peso da apresentação que fechava a noite. Em seguida, com a apresentação mais dançante (aquelas levadas de Bahia), dando clima para os ritmos de Caetano Veloso, a banda Do Amor entrou no palco por volta das 21h. Na turma dos novos da música popular brasileira, o grupo acompanha Caetano Veloso nas apresentações da turnê “Abraçaço”.

O movimento de pessoas aumentava com a proximidade do show principal. As filas ficaram abarrotadas, com gente e mais gente num sobe e desce das escadas. Logo quando a luz se apaga, o bafafá parece sem motivo: Caetano Veloso e um abraçaço. Considerado por alguns um CD controverso, o álbum apresenta a modernidade da música atual, com referências que chegam ao funk carioca. Quanto ao show: músicas do Abraçaço cantadas em coro e clássicas como Triste Bahia, do álbum Transa, e Baby, parceria com Gal Costa.

Na semana

O primeiro show da edição 2015 do Bananada aponta um crescimento nos festivais alternativos da cidade. A programação é extensa e segue até o próximo domingo (17), com apresentações de Vivendo do Ócio, Hellbenders e Criolo. Nesta terça-feira (12), ocorre o Bananada nas Casas, com eventos no bar ‘Vai Tomar no Kuka’ e na boate ‘El Club’. Também consta na programação show com Boogarins, Pato Fu e Tropikillaz.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.