Cada vereador custa mais de R$ 1 milhão ao ano para Goiânia

Valor irá subir para R$ 1,2 milhão no próximo ano e pode aumentar ainda mais caso salários sofram reajuste

Câmara tem hoje 35 vereadores, mas parlamentares atuam para elevar o número para 39 | Foto: Divulgação

Com salário de R$ 15.634,64 e verba de gabinete atual de R$ 62 mil, atualmente o custo de cada parlamentar que atua na Câmara Municipal de Goiânia é de R$ 77.634,64 por mês. Pensando em uma estimativa anual, o número sobe para mais de R$ 1 milhão (R$ 1.009.250,32). A partir da aprovação do aumento da verba de gabinete de R$ 62 mil para R$ 78 mil mensais, o custo mensal de cada vereador passa para R$ 93 mil. Mais exatamente, R$ 93.634,64. Esse montante, caso seja aprovado o reajuste salarial, pode ser ainda maior.

Com o novo custo das verbas de gabinete, o montante anual por vereador será de R$ 1.217.250,32. Já com o reajuste salarial e o aumento da verba de gabinete, passa para R$ 1.260.891,84 ao ano. Isso, porque como adiantado pelo Jornal Opção em dezembro, a Constituição Federal prevê que municípios com mais de 500 mil habitantes possam subsidiar os vereadores com até 75% do salário fornecido aos Deputados Estaduais. Como atualmente os deputados recebem remuneração bruta de R$ 25.322,25, segundo Portal da Transparência, o valor de R$ 15.634,64 atribuído aos vereadores corresponde a 61,74% da remuneração bruta dos deputados estaduais.

Com o reajuste já validado pela CF, como Goiânia conta com mais de 1,5 milhão de pessoas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os vereadores passarão a receber mensalmente um valor de R$ 18.991,68. Com esse reajuste, cada parlamentar goianiense passa a custar um valor de R$ 96.991,68. Vale ressaltar que, de acordo com a Casa Legislativa, esses valores chamados de ‘verba de gabinete, atualmente são pagos pela própria Câmara, e não repassados aos parlamentares.

Em uma perspectiva anual, a partir de 2022, caso seja reajustado o salário dos parlamentares, o custo anual de todos os vereadores (contando salário e verba de gabinete), será na casa dos R$ 44 milhões, mais exatamente R$ 44.131.214,4. Caso não haja o reajuste, o custo anual de todos (com o salário atual de 15.634,64 e verba de gabinete de R$ 78 mil) será de R$ 42. 603.761,2.

Ainda pensando em custos, só até o dia 21 de dezembro, também foram gastos R$ 64.354,16 em diárias para viagens oficiais dos parlamentares e servidores. Para uso contínuo nas atividades oficiais, cada parlamentar ainda tem direito a utilizar um carro, mas os membros da Mesa Diretora possuem um carro a mais a sua disponibilidade. Assim, além dos 35 carros a cada um dos parlamentares, cada um dos membros da mesa diretora, que atualmente são oito, possuem um extra à sua disposição – totalizando 43 veículos.

O projeto que aumenta a verba de gabinete de R$ 62 mil para R$ 78 mil mensais ainda cria 253 novos cargos que podem gerar aumento de cerca de R$ 974 mil por mês. No entanto, esses cargos só poderão ser totalmente ocupados caso haja disponibilidade no orçamento e quando findar o decreto que estabelece situação de calamidade pública na cidade de Goiânia. Entre os novos cargos criados, estão um de coordenador de engenharia (com remuneração de R$ 8.438,48), um coordenador de atividades culturais (R$ 8.438,48), onze assessores especiais I (R$ 8.438,48 cada), 80 assessores especiais II (R$ 4.781,80 cada), 80 assessores especiais III (R$ 3.825,43 cada) e 80 assessores especiais IV (R$ 2.198,07 cada).

2 respostas para “Cada vereador custa mais de R$ 1 milhão ao ano para Goiânia”

  1. Avatar Marcos disse:

    Um absurdo inexplicável.
    Quantos goianienses estão passando fome?
    Qual é o retorno a sociedade que estes vereadores oferecem?
    Quantas crianças goianienses estão sofrendo por não ter condições comprar um medicamento de 20 reais ou menos?

  2. Avatar Marcos disse:

    Com um salário de cerca de 15 mil reais eles ainda tem “direito” de um carro?
    Os enfermeiros e enfermeiras que colocam as vidas em riscos todos os dias não tem direito a carros. Terá que comprar às custas do seu próprio suor, lágrimas, …
    O goianiense que anda em ônibus lotado e paga seus impostos, que não sabe se terá aumento de salário, que tem seus direitos negados, é que paga e pagará esses absurdos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.