Butantan aguarda para segunda-feira, 19, chegada de 3 mil litros de insumo para produzir CoronaVac

IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) começou a ser embarcado na China nesta quarta-feira, 14. Matéria-prima será suficiente para o Butantan produzir 5 milhões de doses

Coronavac

Uma nova remessa de matéria-prima da fábrica da biofarmacêutica Sinovac Life Sciences para o Instituto Butantan começou a ser embarcada na China nesta quarta-feira, 14, no Brasil e quinta-feira no fuso horário do país asiático. A carga com 3 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) será suficiente para produzir 5 milhões de doses da vacina contra a Covid-19. Os containers estão sendo transportados para o aeroporto para procedimentos de quarentena, desembaraço e segurança e devem chegar na próxima segunda-feira, 19.

Nesta quarta, o Butantan completou 40,7 milhões de doses entregues ao PNI (Programa Nacional de Imunizações). Somente em abril foram 4,5 milhões. O total de envios corresponde a 88,4% das 46 milhões de doses previstas até 30 de abril no primeiro contrato do Instituto Butantan com o Ministério da Saúde. Em março foram disponibilizadas 22,7 milhões de doses. Em fevereiro, 4,85 milhões e, em janeiro, 8,7 milhões de unidades.

Desde a semana passada, o Butantan suspendeu a fabricação da vacina por falta do IFA. Na ocasião, o diretor do instituto, Dimas Covas, disse que todo o insumo recebido até aquele momento havia sido envasado e o instituto aguardava novo despacho. Ele explicou que o atraso não tem relação com problemas diplomáticos, mas burocráticos. “Não há nenhum ruído de comunicação entre o Brasil e a China, nem entre o Butantan e a Sinovac”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.