Buonaduce cria proposta que regulamenta gastos da OAB Goiás

Candidato à presidência da Ordem no estado, advogado apresentou projeto que cria critérios objetivos para investimentos e estabelece mais transparência no orçamento

| Foto: Leo Iran

Próximas discussões serão feitas no âmbito do Observatório da Advocacia, criado por Buonaduce | Foto: Leo Iran

Flávio Buonaduce, candidato da OAB Forte para presidente nas eleições da OAB, seção Goiás, apresentou nesta quinta-feira (17/9) proposta chamada de “Investimento Responsável”. A ideia é regulamentar os gastos da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Goiás. “É uma ação que irá garantir maior equidade nos investimentos realizados pela instituição”, disse o advogado.

A proposta é criar critérios objetivos para investimento de parte do orçamento da Ordem em despesas não previstas pelo estatuto e regulamentos. Ou seja, instituir barreiras de investimento em relação ao valor disponível para ser aplicado, funcionando, na prática, como se fosse um orçamento para cada tipo de ação a ser executada.

Buonaduce destacou que a medida é importante por estabelecer uma relação mais transparente em relação com o orçamento da Ordem. “O advogado vai saber o valor a ser investido em cada área, além de poder acompanhar todos os gastos”, acrescentou ele. A OAB ainda não possui mecanismos para restringir os investimentos dentro do orçamento. O “Investimento Responsável” seria, portanto, similar à Lei de Responsabilidade Fiscal, estabelecendo limites para as transações.

Agora os advogados devem discutir quais serão os percentuais de investimento. A discussão vai fará parte do projeto Observatório da Advocacia, um movimento interno criado por Buoanduce para ouvir advogados de todas as regiões do estado e elaborar o plano de gestão.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.