Bueno, Oeste e Jardim Guanabara acumulam quase 400 casos de Covid-19

Apesar de Goiânia registrar aumento de quase 300 casos em 24h, pressão por reabertura do comércio é cada vez maior

Com quase 300 novos casos registrados nas últimas 24h, a capital do estado já possui 2922 casos de Covid-19. O número de óbitos chega a 82, sendo três deles também registrados nas últimas 24h.

Os bairros mais afetados de Goiânia são: Setor Bueno com 183 casos, Setor Oeste com 115 casos e Jardim Guanabara que saltou para 96 casos.

No entanto, Jardim América, Centro, Parque Amazônia, Pedro Ludovico, Novo Mundo e Jardim Goiás também já ultrapassaram a marca de 50 casos, cada um.

Enquanto o número de leitos disponíveis em Goiânia beira o colapso, e o aumento de casos aponta que a curva segue em crescimento, continua a pressão pela reabertura do comércio.  

Empresários, pequenos comerciantes, Legislativo municipal e parte da sociedade defende que a reabertura gradual seja iniciada o quanto antes. Bares e restaurantes, e o comércio da Região da 44 são os setores que mais têm atuado neste sentido.

Já a prefeitura defende que, diante do cenário atual, seria uma irresponsabilidade falar em datas para reabertura de quaisquer atividades. O poder público alega que a prioridade é salvar vidas. Até quando será possível resistir sem que o comércio reabra, no entanto, é difícil dizer.

Confira a lista dos bairros mais afetados pela Covid-19 em Goiânia:

Setor Bueno 183 casos

Setor oeste 115 casos

Jardim Guanabara 96 casos

Jardim América 78 casos

Setor Central 63 casos

Novo mundo 57 casos

Parque Amazônia 56 casos

Jardim Goiás 55 casos

Pedro Ludovico 54 casos

Leste Universitário 39 casos

Res Vale dos Sonhos 37 casos

Sudoeste 34 casos

Vila Nova 31 casos

Parque Atheneu 31 casos

Bela Vista 27 casos

Jardim Curitiba 25 casos

Santa Genoveva 25 casos

Balneário Meia ponte 23 casos

Setor Jaó 22 casos

Capuava 22 casos

Campinas 21 casos

Alphaville Flamboyant  20 casos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.