Bruno Peixoto afirma que não há projeto de lei em tramitação para enquadrar Estado no RRF

Líder do Governo na Alego diz que esforços têm sido feitos para cortar gastos, mas não há propostas de lei para modificar teto de gastos 

Bruno Peixoto | Foto: Maykon Cardoso/Alego

O deputado estadual Bruno Peixoto (MDB), líder do Governo na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), afirmou que não existe projeto em tramitação no Legislativo que trate do Regime de Recuperação Fiscal (RRF). Segundo o parlamentar, o que o Governo tem feito é cortar gastos com cargos comissionados e em valores pagos em prédios alugados. 

“Nossa secretária de Economia (Cristiane Schmidt) tem trabalhado arduamente para colocar o Estado em equilíbrio financeiro”, afirmou Bruno Peixoto. Entretanto, afirma ele, não há decisão de votar projetos de lei que enquadrem Goiás nos requisitos para aderir ao RRF. Entre as obrigações do Estado estão a aprovação de leis para disciplinar o crescimento das despesas obrigatórias e para reduzir incentivos tributários. 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.