Brigadista do Senado é preso sob acusação de abusar 9 crianças

Homem deve responder por crime de importunação sexual

Brigadista do senado detido em prisão preventiva. | Foto: PCDF/reprodução

Acusado de abusar pelo menos, nove crianças, brigadista do Senado Federal é preso no Distrito Federal. A prisão preventiva foi realizada pelos investigadores da 4ª Delegacia de Polícia (Guará) na última sexta-feira, 05. O autor deve responder pelo crime de importunação sexual.

O homem que trabalha como terceirizado de uma empresa de brigadistas que presta serviços ao Senado foi preso no estacionamento do Hospital da Criança de Brasília (HCB). Segundo as investigações, o autor escolhia meninas de 5 a 12 anos como vítimas. Além de cumprir o mandato de prisão preventiva, os policiais apreenderam o laptop do autor, que será analisado pela Polícia Civil, na busca de material pornográfico infantil.

Os policiais revelaram que a importunação sexual geralmente acontecia quando o homem de 38 anos mostrava os órgãos genitais às crianças, ao surpreendê-las próximo a barbearias ou igrejas. Isso, porque o autor aproveitava o momento em que os menores de idade iam cortar o cabelo ou visitar o templo religioso e as via sozinhas.

Ainda segundo a polícia, o brigadista utilizava de artimanhas atrativas, como oferecer doces às vítimas. Entretanto, também já tomou posturas mais agressivas, como invadir a casa de uma delas com porte de faca.

Informações pelo Correio Braziliense

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.