Bretas é interditado por venda de produtos vencidos e com fezes de pombo

Operação do Polícia Civil e Procon Goiás identificou fezes em cima de produtos — alguns abertos — no depósito do estabelecimento. Gerente foi presa em flagrante

Produtos apreendidos no supermercado Bretas| Foto: Decon

Alguns dos produtos apreendidos no supermercado Bretas| Foto: Decon

O supermercado Bretas, no Araguaia Shopping, foi interditado por comercializar produtos impróprios para o consumo. A Operação “Olho Vivo” — intitulado assim para que as pessoas se atentem a data de vencimento dos produtos — foi feita pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), juntamente com o Procon Goiás. A gerente do estabelecimento foi presa em flagrante e encaminhada à delegacia.

De acordo com o Procon Goiás, 931 itens impróprios para o consumo, totalizando 446 quilos e 96 litros, foram apreendido. Entre eles leite, palmito, bolachas, detergentes, inseticidas e carnes. O delegado Eduardo Prado destacou que haviam produtos vencidos desde janeiro. “Viemos ao Bretas porque é um local que tem uma grande quantidade de denúncias e notificações”, disse Eduardo.

Fachada do Bretas do Araguaia Shopping, em Goiânia | Foto: Decon

Fachada do Bretas do Araguaia Shopping, em Goiânia | Foto: Decon

Os fiscais encontraram até fezes de pombo sobre alguns produtos — alguns deles abertos — no estoque do estabelecimento. A pena que pode ser aplicada sobre a gerente por venda de produto impróprio ao consumo é de 2 a 5 anos de prisão.

Segundo o delegado Eduardo, a fiscalização irá se estender a todos os supermercados de Goiânia. “Quem tiver vendendo produto impróprio ao consumo, vai ser autuado em flagrante. Eles que têm que se adequar, não os consumidores que têm que ficar correndo risco”, disse Eduardo, que destacou que palmitos estavam vencidos desde janeiro. “Perigoso demais.”

O estabelecimento já havia sido notificado várias vezes, mas as providências não foram tomadas. Agora, permanecerá interditado por 48 horas, período em que deverá se adequar. Conforme o delegado Eduardo Prado, cabe ao Procon estabelecer a multa a ser aplicada sobre o local.

De acordo com dados do Procon Goiás, a rede de supermercados Bretas ocupa o primeiro lugar no ranking de reclamações e denúncias de consumidores na área de alimentos. São 2350% mais registros em comparação com o segundo mais reclamado na área de alimentos, segundo o órgão. Atualmente correm 190 procedimentos administrativos contra a rede.

Veja os números de 2015:

    • 151 denúncias e reclamações registradas no Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec/Procon-Go)
    • 13 denúncias pelo Procon Virtual
    • 164 reclamações
    • 22 autos de infração e apreensão
    • 29 Processos administrativos instaurados

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.