Brasil passa pelo 5º “reba” e está na semifinal

Brasileiros jogam o suficiente para ganhar dos colombianos. Agora é torcer para que joguem o suficiente para ganhar dos alemães

Cezar Santos

Copa do Mundo é torneio para Brasil, Argentina, Alemanha e Itália. Aí podem vir, veja bem, podem vir, França, Holanda, Uruguai e uns mais aí.

Depois desses, só tem rebas.

Explico o termo reba. Não sei se está no dicionário. Não olhei. Mas lá na várzea onde fui criado, reba é time ruim. Só isso.

O Brasil hoje eliminou um reba. A Colômbia é um reba do futebol. Assim como são rebas os outros quatro adversários que enfrentamos até agora.

Sem sorte não se consegue nem chupar um picolé Chicabon. A frase do genial Nélson Rodrigues dá um indicativo do que tem sido a trajetória da seleção brasileira nesta Copa do Mundo até aqui.

Sorte, muita sorte. Só pegou rebas.

Mas tem uma questão: o Brasil talvez não tenha jogado nem 70% de seu potencial. Mesmo assim, jogando só uns 30%, ou 40%, ou 50%, eliminou os rebas.

Fez sua obrigação. Reba tem de ser mesmo eliminado.

Jogando pelo menos 90% de seu futebol não sei não… haja adversário. O Brasil cresce contra times bons. Joga safadinho contra times rebas.

David Luiz comemora seu gol, de falta, fazendo 2 a 0 para o Brasil | Foto: Rafael Ribeiro/CBF

No jogo de hoje, passamos sufoquinhos – que em uns dois momentos foram sufocões. Pênalti pra eles, coisa e tal. James Rodriguez aumenta sua artilharia para voltar consagrado como a a revelação da Copa 2014. Dá gosto ver o moleque jogar!

Deu uma emoçãozinha, é verdade.

Ruim para o Brasil, que passou sufoco. Tem faltado personalidade ao nosso selecionado. Se tivesse, teria se imposto.

Mas ficou nisso.

A Colômbia é um bom time. James Rodriguez é um baita jogador. Cuadrado é um boleiraço. Mas a Colômbia é bom time para jogar as quartas de final.

Só.

Assim como a Costa Rica. Ou mesmo, antes, a Grécia, sei lá mais quem… Ah, sim, Portugal, um tremendo reba…

Agora, a Copa do Mundo é com quem sabe jogar. Dá licença.

Notas:

1 –  Neymar machucou-se no jogo anterior e não sarou. Ou seja, não entrou em campo contra a Colômbia. Isso foi bom para mostrar que não só de Neymar vive o Brasil. E hoje ele levou mais um trompaço e saiu de maca. Claro, com aquela habilidade, inocente de quem acha que não vai levar trompaços… vai levar sempre. E então levou a pior desta vez e está fora da Copa.

2 – Dois gols de zagueiros. Que bom. Tiago Silva ganha moral depois do chororô. Mas leva amarelo e fica fora da próxima. David Luiz… peraí, como um goleiro aceita uma falta daquela, do meio da rua? Será que ele é compadre do nosso zagueirão?

Não temos nada com isso.

Agora, sim, começa a Copa para o Brasil – usei essa frase antes, contra o Chile, que afinal confirmou que é só mais um reba.

Contra a Colômbia, continuamos chupando picolé chicabon.

Terça-feira, em Belo Horizonte, às 17 horas, contra a Alemanha, tem mais.

Deixe um comentário