“Brasil não pode ser um país da discórdia e do radicalismo”, diz Marconi em Bom Jardim

Governador entregou ao prefeito dois cheques simbólicos, referentes às segunda e terceira parcelas do Goiás na Frente, no valor de R$ 33 mil, de um total de R$ 1 milhão

Marconi Perillo em Bom Jardim | Foto: Marco Monteiro

Na terceira cidade do dia a ser beneficiada com a ação liderada pelo governador Marconi Perillo no Oeste Goiano, Bom Jardim de Goiás recebeu nesta segunda-feira (26/3) a comitiva oficial, em solenidade na Câmara de Vereadores, onde o governador entregou ao prefeito Odair do Odélio (DEM) dois cheques simbólicos, referentes às segunda e terceira parcelas do programa Goiás na Frente, no valor de R$ 33 mil, de um total de R$ 1 milhão. Em sua passagem pelo município, Marconi pregou a união da classe política: “O Brasil não pode ser um país da discórdia e do radicalismo”.

Ele iniciou o discurso brincando com o prefeito, que é mineiro, “e que não perde o trem na estação”, referindo-se ao fato de ter chegado mais cedo para a solenidade. Agradeceu a acolhida de Odair de Odélio e de toda a comunidade local. O governador entregou uma caminhonete zero quilômetro para servir à polícia em Bom Jardim e Baliza.

Contou que muita coisa foi feita por Bom Jardim de Goiás em seus governos. Mais uma vez estava visitando a cidade para levar coisas concretas – cheques, convênio – “num ambiente democrático”. Marconi, referindo-se ao ex-prefeito Cleudes Baré, disse que ele nunca lhe pediu para atrapalhar a administração do prefeito, que não usou o discurso para atacar adversários.

Ao se dirigir à comunidade, afirmou que não estava visitando Bom Jardim com um político, mas como governador de Estado. “Política é na eleição”, argumentou, citando as eleições que disputou com o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, com quem disputou seis vezes, mas tem hoje um relacionamento institucional de alto nível, “porque tem de haver respeito”. “O Iris vai ao palácio, e o visito no Paço Municipal. Passa a eleição e a gente vira página”.

Ao pregar a paz no município, Marconi por fim disse que onde estiver, depois de deixar o governo do Estado, será sempre um aliado de Bom Jardim. “Eu só quero fazer um pedido a vocês. Quando puderem e quiserem, lembrem-se de orar por mim”, arrematou.

Integraram a comitiva oficial o deputado federal Heuler Cruvinel (PSD), os deputados estaduais Helio de Sousa (PSDB) e Karlos Kabral (PDT), Virmondes Cruvinel (PPS) e Lêda Borges (PSDB) e o secretário Sérgio Cardoso (Articulação Política), os prefeitos Fernanda Nolasco (Baliza), Antônio Cícero (Montes Claros de Goiás) e Dr. Eric de Melo (Piranhas).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.