Números em Goiás caem, apesar de crescimento no País

Soja eleva patamar de produção de grãos no Brasil | Foto: Divulgação

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) publicou nesta terça-feira, 10, uma previsão de 268,9 milhões de toneladas de grãos para a safra de 2020/21 no País. Os números são do 2º Levantamento da safra de grãos 2020/21 e superam em 11,9 milhões de toneladas (4,6 %) o que foi produzido na temporada de 2019/2020.

Em comparação com as estimativas apresentadas no mês de outubro, houve aumento de 269 mil toneladas. Com este resultado, o Brasil caminha para bater novo recorde, após já ter se tornado o maior produtor mundial de grãos. A previsão também indica que o número de hectares cultivados chegue a 67,1 milhões, superando em 1,8% o total da safra passada.

De acordo com a Conab, a produção de soja deve chegar a 135 milhões de toneladas, em uma área estimada em 38,2 milhões de hectares. A safra total de milho também deverá ser a maior da história, com produção estimada em 104,9 milhões de toneladas, produzidas em uma área total de 18,4 milhões de hectares.

Ao comentar sobre o atraso do período chuvoso para o País este ano, o gerente de Levantamento e Avaliação de Safra da Conab, Kleverton Santana, disse que é um fator que assusta o produtor agrícola.

Contudo, Santana se mostrou otimista quanto ao potencial de recuperação do plantio em regiões com potencial de produtividade. “As previsões de precipitações são boas para a próxima semana, e isso deve favorecer muito a cultura da soja nessas regiões”.

Kleverton ainda destacou a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia de que vem “grandes volumes de chuvas consideráveis no País todo, com destaque no corredor do Centro-Oeste [onde ocorre o fenômeno chamado de rios voadores], passando por Mato Grosso e Goiás até as regiões de café no sul de Minas e norte de São Paulo”.

Goiás contrai produção

Embora os números sejam positivos somando o Brasil como um todo, a previsão para o cultivo em Goiás não é tão boa. Os números do 2º Levantamento da safra de grãos 2020/21 apontam para uma redução da produção e da produtividade no Estado.

A produção total caiu de 27,5 mil toneladas na safra 2019/20 para 27,3 mil toneladas nas estimativas para a safra seguinte. A produtividade, medida em quilograma por hectare (kg/ha) também teve uma redução, de 1,3% no Estado, em comparação com as estimativas de 2019/20.

A soja, principal produto de exportação de Goiás, caiu em produtividade em 2%. Porém, os números do Conab indicam que a produção total do grão aumentou de 13,1 mil toneladas na safra anterior para 13,4 mil na safra de 2020/21, o equivalente a 2,1% de acréscimo.

Já o milho, outro grão de relevância para o comércio no Estado teve uma queda na produção de 5,4%, saindo de 12,6 mil toneladas para 11,9 mil em 2020/21. O grão ainda teve uma redução de 0,6% kg/ha em relação à safra anterior.

[Esta matéria conta com informações da Agência Brasil]