Metade dos brasileiros acredita que Covid-19 foi criada pelo governo chinês, aponta pesquisa

Levantamento “A Cara da Democracia”, do Instituto da Democracia e da Democratização da Comunicação, aponta que 22,2% dos brasileiros acreditam que a terra é plana e 56,4% disseram que os hospitais são pagos para aumentar o número de pacientes mortos pela Covid-19

Foto: Reprodução/YouTube

A pesquisa “A Cara da Democracia”, realizada pelo Instituto da Democracia e da Democratização da Comunicação, revelou que 22,2% dos brasileiros acreditam que a terra é plana; 50,7% acreditam que o coronavírus foi criado pelo governo chinês; 56,4% acreditam que os hospitais são pagos para aumentar o número de pacientes mortos pela Covid-19. O Survey foi aplicado realizado com 2031 entrevistas entre os dias 20 e 27 de abril e tem margem de erro 2,2%.

O pesquisador responsável pelo estudo é Leonardo Avritzer, do Departamento de Ciência Política da UFMG. O professor apresentou os dados de sua pesquisa em live realizada no YouTube, onde expôs outros dados. “Entendemos que o brasileiro hoje tem uma visão extremamente conspiratória. Cerca de 44% dos brasileiros acreditam que há uma conspiração da esquerda para tomar o poder, e o nosso presidente se inclui nessa parcela”.

Ainda segundo Leonardo Avritzer, uma possível explicação para a tendência do brasileiro de crer em tramas conspiratórias passa por uma diminuição da influência da mídia tradicional na formação da opinião pública: 62,6% dizem não confiar na Rede Globo e 41,7% dizem não confiar na Rede Record. A perda na credibilidade de veículos tradicionais de imprensa prejudica a comunicação das políticas de combate à pandemia, segundo o cientista. 

Outro dado assustador é que mais da metade dos entrevistados acredita que existem circunstâncias políticas que justificam o fim da democracia. 50,6% dos brasileiros crê que a corrupção justificaria um golpe de estado. 

A, que pesquisa acontece anualmente desde 2018, tem revelado uma ascenção do grupo de brasileiros que se auto classificam como de direita. Em quatro anos, as pessoas que assim se identificam saíram de 22% do total para 36%.

De um lado, um forte desgaste do presidente no seu desempenho enquanto governante. Bolsonaro tem baixo desempenho não apenas no enfrentamento à Covid-19, mas também no que diz respeito ao bem-estar dos brasileiros. Cerca de 43% dos brasileiros afirmaram que sua condição de vida piorou em relação a um ano atrás. “Ou seja, Bolsonaro será vulnerável em relação à pandemia e à economia, mas terá criado um movimento na sua direção no que diz respeito a questões morais e concepções de antipolítica”, afirmou Leonardo Avritzer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.