Brasil afirma que não é possível evacuar brasileiros da área do coronavírus

Cerca de 11 países estudam como retirar os seus cidadãos do epicentro da doença

Coronavírus ameaça chegar a outros países | Foto: Kevin Frayer

O embaixador do Brasil em Pequim, Paulo Estivallet de Mesquita, afirmou que a China não autorizou voos de evacuação para os países que querem retirar pessoas de Hubei, onde foram registrados mais casos de coronavírus. A declaração foi feita nesta terça-feira, 28. Cerca de 11 países pretendem enviar aviões para buscar seus cidadãos

De acordo com a embaixada, há cerca de 70 brasileiros na província. “As autoridades chinesas não estão facilitando em nada a retirada das pessoas dessa área e só haverá um plano para fazer isso quando for possível. Neste momento as autoridades chinesas não estão permitindo a saída de ninguém, de nacionais de nenhum país” disse Mesquita.

Os estrangeiros que estiveram em contato com pessoas em Wuhan podem ser vetor de disseminação. “Observamos que alguns países planejam organizar evacuações. A OMS não recomenda esse método. Na situação atual, é preciso manter a calma, não é necessário reagir excessivamente”, disse o diretor geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Gebreyesus.

Em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira, o Ministro da Saúde, Henrique Mandetta, afirmou que o sistema de saúde brasileiro já superou diversas epidemias. “Nós passamos pela Sars, h1n1, Zika. Estamos preparados para monitorar todo esse quadro. Vamos aguardar o que a ciência coloca”, ressaltou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.