Braço direito de Friboi define estratégias para angariar votos para Marconi

Após oficializar apoio à reeleição do governador Marconi Perillo (PSDB) na manhã desta quinta-feira (17/7), o advogado Robledo Rezende (PMDB) se reuniu com sete prefeitos goianos em uma churrascaria no Setor Marista, em Goiânia. Como não podia deixar de ser, na mesa: Friboi.

O encontro contou com a presença de prefeitos peemedebistas e também de outros partidos, como o pedetista Júnior Moreira, do município de Mambaí. Em entrevista ao Jornal Opção Online, Robledo garantiu que as lideranças, que antes apoiavam a pré-candidatura de Júnior Friboi, estão cada vez mais engajadas em angariar votos para o tucano. “A recepção do pessoal foi muito boa. Eles acham que o Iris não foi correto”, justificou.

Robledo também criticou a maneira que a chapa encabeçada por PMDB, DEM e SDD tem levado a disputa eleitoral. Para ele, o rancor e ódio nutridos pelos colegas de partido ao governador tucano não podem ser usados em cima do palanque como mote de campanha.

Com a missão de buscar apoio a Marconi, o principal articulador político de Friboi irá percorrer vários municípios goianos. Na sexta-feira (18), Robledo segue para o norte do Estado.

Entenda

Após longa reunião com o ex-deputado Frederico Jayme, o empresário e ex-pré-candidato ao governo Júnior Friboi autorizou Robledo Rezende e alguns aliados de Friboi a se reunirem com o governador Marconi Perillo declarando apoio à sua reeleição.

Com o gesto, Friboi está efetivamente liberando toda a estrutura política que angariou nos últimos anos, incluindo todos os prefeitos que eram favoráveis à sua candidatura, a apoiar Marconi. Tal fato se configura como mais um golpe contra Iris Rezende, que além de não contar com o apoio do PT, não possui a simpatia de diversos prefeitos e deputados peemedebistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.