Bolsonaro torna a dizer que não haverá eleições sem voto impresso

Em vídeo, o presidente disse que pessoas que defendem o atual sistema de votação “não têm amor pela democracia e precisam reconhecer qual é seu lugar”

Jair Bolsonaro, presidente da República | Foto: Reprodução

Neste domingo, 1, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou em vídeo que, sem o que chama de “eleições limpas e democráticas” não haverá eleições. Na última quinta-feira, Bolsonaro convocou a imprensa para acompanhar sua live, em que afirmou que iria mostrar fraudes em eleições passadas. No vídeo, porém, recuou. Disse que não tinha provas, mas indícios. 

“As eleições últimas estão recheadas de indícios fortíssimos de manipulação. Isso não pode ser admitido por mim, nem por vocês. Nós juntos somos a expressão da democracia no Brasil. O nosso entendimento, a minha lealdade ao povo, temor a Deus, nossa união nos libertará da sombra do comunismo e do socialismo”, disse em vídeo enviado aos apoiadores dele que faziam manifestação na Esplanada dos Ministérios.

No vídeo, o presidente se referiu àqueles que defendem que o processo tal como ele é hoje em dia seja seguro e auditável, dizendo que essas pessoas não têm amor pela democracia e precisam “reconhecer qual é seu lugar”. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) tem feito campanhas para rebater os questionamentos que o presidente tem levantado a respeito do processo eleitoral. 

Manifestações 

Um ato foi convocado a favor do voto impresso na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. A manifestação, que começou às 10 horas, é realizada 2 dias após o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, e presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmarem que a discussão é uma “perda de tempo ruim para o país e para todos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.