Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que prevê R$ 3 bi para o setor cultural

Em decreto publicado no Diário Oficial da União, presidente argumenta que projeto contraria o interesse público e é inconstitucional

O presidente Jair Bolsonaro (PL) decidiu vetar, integralmente, a nova Lei Aldir Blanc, que previa o repasse anual de R$ 3 bilhões para o setor cultural até 2027.

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 5. No veto, o presidente alega que o projeto contraria o interesse público e é inconstitucional.

A Lei, que estabelecia o repasse de recursos a estados e municípios para fomentar o setor cultural, havia sido aprovada pelo Senado Federal em 23 de março, com placar de 74 votos a 0 e uma abstenção. Segundo o projeto, a União distribuiria os fundos às unidades federativas durante cinco anos.

Essa foi a segunda lei de auxílio ao setor cultural a receber o nome do músico Aldir Blanc, que morreu em 2020 por complicações da Covid. A primeira lei destinou R$ 3 bilhões emergenciais a iniciativas de cultura, em um momento no qual as restrições de circulação impediam a maioria das exibições e espetáculos.

Uma resposta para “Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que prevê R$ 3 bi para o setor cultural”

  1. Avatar Flavio Nogueira disse:

    Imagino a alegria do Aldir Blanc, aonde quer que ele esteja, de ver um PL que leva seu nome, ter sido vetado pelo Bolsonaro….triste seria a sanção….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.