Bolsonaro revoga decreto que facilita porte de armas de fogo

Decisão é feita após aprovação de parecer no Senado pela suspensão de decretos que facilitaram, também, a posse

Segundo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, em reunião com senadores na tarde desta terça-feira, 25, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) decidiu revogar decreto que facilita porte de armas de fogo.

Em maio, o presidente editou dois decretos que facilitaram o porte e a posse de armas de fogo e munições. Na semana passada, no entanto, o Senado aprovou suspensão das decisões.

Assim, a pauta ainda seria votada na Câmara dos Deputados, que deve, agora, aprovar a suspensão de ambos. As normas, no entanto, previstas nas decisões, continuam valendo até que matéria seja votada.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.