Bolsonaro quer desobrigar máscara para vacinados e quem já teve Covid-19

Mesmo quem contraiu a Covid-19 e se recuperou pode ser reinfectado pela doença; OMS defende suspensão apenas após fim da transmissão comunitária da doença

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 10, que se reuniu com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para pedir um parecer que desobriga o uso de máscara para quem já recebeu a imunização contra a Covid-19 ou para quem já foi infectado pelo vírus. Declaração ocorreu durante evento do Turismo no Palácio do Planalto. O chefe do Executivo falava sobre as viagens que tem feito nacionalmente e ironizou reportagens que noticiam que ele visita os lugares sem o uso do equipamento de proteção.

“Vou dar uma matéria para vocês aí: acabei de conversar com um tal de Queiroga. Não sei se vocês sabem quem é. Nosso ministro da Saúde. Ele vai ultimar um parecer visando a desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que estejam vacinados ou que já foram contaminados para tirar esse símbolo (mostra máscara), que, obviamente, tem a sua utilidade para quem está infectado”, apontou.

Bolsonaro, no entanto, não citou datas. E Queiroga ainda não se pronunciou sobre o assunto. A medida do uso de máscaras não foi decidida pelo governo federal, mas, sim, por estados, municípios e Distrito Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.