Bolsonaro pode indicar mais 89 membros do Judiciário até 2022

Nas Cortes, presidente já indicou dois membros para o STF, três para o TST e quatro pelo TSE. Ele ainda pode indicar três nomes para o STF e mais um no TST

O presidente da república Jair Bolsonaro poderá indicar mais 89 magistradas e magistrados até o fim do atual mandato, em dezembro de 2022. De 2019 a 2022 terão passado 109 cargos do judiciário. Algumas vacâncias e indicações já foram cumpridas, tais como aposentadoria compulsórias de magistrados com 75 anos.

O número cresceu depois que dezenas de novas vagas na Justiça Federal foram aprovados pelo Congresso Nacional. A nova lei 14.226/21/21 cria uma sexta corte especial.

Nas Cortes, o presidente já indicou dois membros para o STF, três para o TST e quatro pelo TSE. Ele ainda pode indicar três nomes para o STF e mais um no TST. No TSE, dos sete membros, apenas dois são indicados pelo presidente, e essa indicação se dá a partir de listas elaboradas pela Suprema Corte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.