Bolsonaro perderá eleição em 2022, prevê “Financial Times”

Jornal britânico não acredita em golpe ou revoltas caso o atual presidente seja derrotado nas urnas em outubro

Jornal britânico prevê que Bolsonaro não será bem-sucedido nas urnas em 2022 | Foto: Alan Santos / PR

O Financial Times, jornal britânico referência mundial em questões econômicas, projetou que o presidente Jair Bolsonaro (PL) não conseguirá se reeleger em 2022. Em uma série de previsões para o próximo ano – realizadas pelos colunistas e editores –, o periódico considera que a atual gestão terá um “fim prosaico”.

“A inflação alta e uma economia estagnada conspirarão contra” Bolsonaro, segundo o jornal. Em novembro, no acumulado de 12 meses e último dado disponível, a inflação oficial no País chegou a 10,74%. O acumulado é o maior desde novembro de 2003, quando estava em 11,02%.

A alta do índice de preços é uma das ameaças ao crescimento do Brasil no ano eleitoral. O Financial Times afirma ainda que Bolsonaro não deve conseguir tomar o poder em caso de derrota por meio de ações armadas ou antidemocráticas. Para o jornal, nem a população nem as Forças Armadas brasileiras embarcariam em algo como a invasão do Capitólio, realizada depois de Donald Trump perder a corrida para presidência nos Estados Unidos.

O jornal britânico chama a atenção para o fato de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), indicado como “ícone da esquerda”, estar a frente de Bolsonaro nas pesquisas. Em praticamente todas as pesquisas, o petista venceria todos os prováveis adversários em um eventual 2º turno das eleições presidenciais de 2022.

Mais projeções
O FT indica ainda como outros dos principais assuntos de 2022 devem se desenrolar. Nas eleições francesas, o jornal britânico aposta que a extrema-direita também deve ser derrotada. Seus representantes, Éric Zemmour e Marine Le Pen, devem perder para o atual presidente da França, Emmanuel Macron. O jornal indica, no entanto, que a vitória para Macron deve ser mais difícil do que da 1ª vez. As eleições francesas serão realizadas em abril.

As previsões dos editores e colunistas também indicam que as tensões entre a Rússia e a Ucrânia não devem chegar ao ponto de uma invasão. Para o jornal, o presidente russo Vladmir Putin irá alcançar seus objetivos com intimidações na região. Na China, as tensões com Taiwan também não devem levar a invasão da ilha de Taiwan. Para o jornal, um ataque direto levaria a sanções econômicas por parte dos EUA, motivo pelo qual o governo chinês não deve avançar. As tensões entre a ilha e a China continental tem se elevado, com o governo-norte americano indicando apoio a Taiwan.

Já nos Estados Unidos, o FT prevê que Joe Biden irá perder maioria no Congresso nas eleições legislativas, que serão realizadas em novembro. A derrota dos democratas seria impulsionada pela baixa aprovação do presidente.

* Com informações do portal Poder 360.

Uma resposta para “Bolsonaro perderá eleição em 2022, prevê “Financial Times””

  1. Avatar ziro disse:

    Isso não é previsão, é o óbvio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.