Bolsonaro escolhe outro militar para vice e troca comandos das Forças Armadas

Cerimônia foi marcada para o próximo dia 31, data que lembra o golpe militar de 1964 no Brasil 

O ministro da Defesa Walter Braga Nettro deixará o governo para disputar a vice-presidência na chapa do presidente Jair Bolsonaro (PL), nas eleições deste ano. Com a decisão, o presidente substitui o atual vice, general Hamilton Mourão, por outro general, Netto se filiou ao mesmo partido de Bolsonaro, nesta segunda-feira, 28. 

Com a saída de Netto, o comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira, assume a Defesa. Já para o lugar dele, assume o general Marco Antônio Freire Gomes. Pela lei, ministros de Estado têm até 2 de abril para se descompatibilizarem do cargo se forem pleitear cargos eletivos.

Essa nova troca no comando do Exército é a segunda feita pelo presidente Bolsonaro, ignorando a ordem de antiguidade de nomes no cargo durante escolha de comandante, porém, a ação não é muito bem avaliada por militares. A troca de comandos da Defesa e dos cargos das Forças Armadas está marcada para o próximo dia 31.

A data coincide com o aniversário do golpe militar de 1964. Na mesma data, no ano passado, Netto celebrou o golpe de Estado de 64 como um movimento que permitiu “pacificar o país” e, naquele período, segundo o ministro, o país enfrentava “uma ameaça real para a paz e a democracia”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.