Bolsonaro é inimigo da República e Lula é um adversário, diz Ciro Gomes

Presidenciável tem adotado um tom mais duro contra os três principais adversários

Pré-candidato à presidência pelo PDT, Ciro Gomes disse que o presidente Jair Bolsonaro (PL) é um inimigo da República e que o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) é um adversário político. O tema foi abordado pelo pedetista no React que o político faz semanalmente, comentando posicionamentos dos dois presidenciáveis e do ex-ministro da Justiça e também pré-candidato Sérgio Moro (Podemos).  

Por 11 minutos, o pedetista criticou o principal adversário dele, Lula, que não teria feito as reformas políticas que o país necessita, como a reforma tributária, “mesmo com maioria no Congresso”. “O sistema tributário brasileiro é um desastre, só cobra imposto de pobre e da classe média e está em linha com os sistemas mais precários do mundo”, comentou. Foi justamente após as críticas ao petista, que Ciro comentou que Lula “era adversário”, enquanto o liberal é “um inimigo da nação”.

“Sentindo que vai perder, Bolsonaro está semeando ódio, criando suspeita nas urnas. Agora que sentiu que vai perder, ele está semeando suspeita junto ao seu grupo para criar um problema e criar um golpe”, criticou o pedetista. O político está em quarto lugar nas pesquisas eleitorais, oscilando entre o entre 5% e 9%, junto com o ex-ministro Sérgio Moro. O tom mais duro, no entanto, tem sido elevado contra o ex-presidente Lula, de quem já foi aliado entre os anos de 2002 e 2006, quando deixou o cargo para concorrer a uma cadeira na Câmara Federal. Eles têm, inclusive, o mesmo marketeiro político, João Santana, que foi responsável por campanhas anteriores de Lula.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.