Bolsonaro diz que vai atuar ‘discretamente’ nas eleições municipais deste ano

Presidente admite dificuldades para prestigiar eventos políticos no município

O Presidente Jair Bolsonaro é conhecido por não esconder suas opiniões políticas publicamente. Aqui em Goiás, por exemplo, o presidente recomendou para a população anapolina não votar em Antônio Gomide, candidato do PT. Segundo Bolsonaro, o partido levaria Anápolis a se tornar uma “Venezuela ou Argentina”, e pediu para a população local “valorizar o seu voto”.

Nesta quarta-feira, 28, o chefe do executivo afirmou que gostaria de participar mais nas eleições deste ano e que irá atuar “discretamente” no pleito municipal de 2020. Bolsonaro admitiu dificuldades para se deslocar para apoiar presencialmente outros municípios. ““Eu tenho que ir por meios próprios e não tenho como arranjar segurança para mim. É muito caro, não tenho condições”.

O presidente também se negou a gravar vídeos na saída do Palácio da Alvorada. ” Não quero dor de cabeça com política”, afirma o presidente. Vale lembrar que fazer propaganda de candidatos na residência presidencial é considerado crime eleitoral.

Com a atuação discreta de Jair Bolsonaro, grandes apoiadores estão perdendo espaço nas intenções de votos. Em Belo Horizonte, por exemplo, o candidato Bruno Engler (PRTB) está com 2% de intenção de votos, muito atrás de Alexandre Kalil (PSD). O atual prefeito possui 59 % das intenções.

O candidato a prefeito Celso Russomano (Republicanos) começou a oscilar negativamente em São Paulo. Suas propagandas em horário eleitoral deixaram de citar o nome do presidente, em tentativa de recuperar os eleitores perdidos. Na estreia da propaganda eleitoral gratuita de rádio e TV, no dia 9, o jingle do candidato citava Bolsonaro três vezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.