Bolsonaro diz que só depende do “sim” de Eduardo para nomeá-lo para embaixada dos EUA

Jornalista Ricardo Noblat vê indicação como risco ao ministro das Relações Exteriores, embaixador Ernesto Araújo

Foto: Paola de Orte/Agência Brasil

Durante cerimônia de posse do novo chefe da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), delegado Alexandre Ramagem, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) falou sobre uma possível nomeação do filho Eduardo Bolsonaro (PSL), deputado federal por São Paulo, para embaixada nos Estados Unidos.

Conforme o presidente da República, a decisão só depende do “sim” do filho, que completou na última quarta, 10, 35 anos. “Não é fácil a decisão para o Eduardo eventualmente ter de deixar o mandato para assumir a embaixada”, analisou.

O jornalista da Veja, Ricardo Noblat, comentou em seu Twitter a possibilidade e insinuou risco ao ministro Ernesto Araújo. “Se o embaixador Ernesto Araújo já não tem lá muita força como ministro das Relações Exteriores, imagine se Bolsonaro nomear seu filho Eduardo embaixador do Brasil nos Estados Unidos”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.