Bolsonaro deve rebater críticas sobre meio ambiente e pandemia em discurso na Assembleia Geral da ONU

Presidente já enviou sua fala para organização do evento, que está programado para esta terça-feira, 22

Foto: Reprodução.

O presidente Jair Bolsonaro usará o espaço do discurso de abertura nos debates da 75ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), nesta terça-feira, 22, para rebater críticas de que o governo brasileiro está indiferente na questão ambiental. A pauta deve-se à pressão internacional a respeito das queimadas recordes na Amazônia e no Pantanal.

O discurso foi gravado na última quarta-feira e foi enviado no dia seguinte para a organização da Assembleia Geral. O jornal Estadão teve acesso a um texto preliminar do pronunciamento de Bolsonaro.

Conforme o texto, o presidente também vai defender a atuação de seu governo no enfrentamento à Covid-19, que adotou diretrizes contrárias às recomendações de autoridades sanitárias. Bolsonaro insiste em repetir que o Brasil foi um dos países que melhor enfrentou a crise, ainda que os registros somem mais de 136 mil mortes pelas doença.

Bolsonaro ainda deve alegar que o Brasil tem avançado na implementação da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável da ONU, além de pontuar que a preservação ambiental tem que seguir junto com o desenvolvimento econômico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.