Bolsonaro defende juiz Kassio Nunes sobre suposto julgamento favorável a Battisti

Presidente fez publicação em resposta a apoiadores, que acusam o magistrado de ter sido favorável à permanência do militante italiano no Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou uma rede social neste domingo, 4, para defender o juiz federal Kassio Nunes de acusações vindas de sua base de apoiadores.

O magistrado indicado para assumir como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) vinha sendo acusado de ter sido favorável ao ativista italiano Cesare Battisti durante julgamento em que participou.

“O desembargador Kassio participou de julgamento que tratou exclusivamente de matéria processual e não emitiu nenhuma opinião ou voto sobre a extradição”, afirmou o presidente sobre a análise do pedido feito pela defesa de Battisti para o italiano permanecer no Brasil.

Ainda segundo destaque de Jair Bolsonaro, a apelação no TRF-1 nunca chegou a ser julgada em razão de decisão posterior do STF. “Portanto é mentira que Kassio Nunes teria votado concordando que Battisti permanecesse no Brasil”, concluiu o presidente.

Julgamento

A decisão apontada por apoiadores de Bolsonaro se refere a ação julgada em setembro de 2015 pela 6ª Turma do TRF-1, da qual Kassio fazia parte. Na ocasião, de fato, o juiz federal e demais integrantes do colegiado se manifestaram no sentido de que Battisti continuasse no Brasil, mas sem analisar o mérito da ação que discutia a deportação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.