Bolsonaro chama Moro de ‘Judas’ em dia de depoimento do ex-ministro

“Os mandantes estão em Brasília? O Judas, que hoje deporá, interferiu para que não se investigasse?”, publicou

Foto: Adriano Machado / Reuters

O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), usou o Twitter na manhã deste sábado, 2, para tecer críticas ao ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, que irá prestar depoimento à Polícia Federal (PF) em inquérito sobre a possível interferência do chefe do Executivo federal na corporação. Pela rede social, Bolsonaro chamou Moro de “Judas”.

Na publicação, Bolsonaro questionou se Moro havia feito interferência para que as investigações não seguissem adiante na PF. “Os mandantes estão em Brasília? O Judas, que hoje deporá, interferiu para que não se investigasse?”, publicou.

Ele acrescentou que não fará nada “que não esteja de acordo com a Constituição”, mas ressaltou que não admitirá que façam algo contra ele ou o Brasil “passando por cima da mesma Constituição”.

No anúncio de sua demissão, confirmada no dia 24 de abril, o ex-ministro acusou o presidente de tentar interferir na PF e disse que, ao contrário do que constou no Diário Oficial, a demissão do ex-diretor da corporação, Maurício Valeixo, não contou com seu aval e não foi feito “a pedido”, como alegou o presidente.

Moro irá depor neste sábado no inquérito que foi aberto em decorrências das acusações feitas durante o anúncio de sua demissão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.