Bolsonaro alega que operação do STF invadiu “lares de cidadãos de bem”

Em sua conta oficial do Twitter, presidente comentou ação contra fake news e defendeu exercício da liberdade de expressão, bem como que violação deste princípio “não deve ser aceita passivamente”

Foto: Reprodução.

No fim da noite desta quarta-feira, 27, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre o inquérito das fakes news do Supremo Tribunal Federal (STF) em sua conta oficial do Twitter. O presidente criticou a operação, sob alegação de que “cidadãos de bem” tiveram “seus lares invadidos” por exercerem seu “direito de liberdade de expressão”.

Na manhã desta quarta-feira, 27, policiais federais cumpriram mandados de busca e apreensão contra aliados do presidente que são investigados por propagar notícias falsas e ofensas direcionadas a autoridades do STF.

“-Ver cidadãos de bem terem seus lares invadidos, por exercerem seu direito à liberdade de expressão, é um sinal que algo de muito grave está acontecendo com nossa democracia.

Jair M. Bolsonaro

@jairbolsonaro

11:06 PM · 27 de mai de 2020″

Em outra postagem, o presidente afirmou que está trabalhando para que “se faça valer o direito à livre expressão em nosso país”. De acordo com ele, essa atitude não deve “ser aceita passivamente”

Daqui para frente, o Planalto deverá confrontar o Supremo. Em reunião nesta quarta-feira, Bolsonaro discutiu sobre um habeas corpus preventivo para o ministro da Educação, Abraham Weintraub, para evitar que ele preste depoimento na Polícia Federal, em razão das afirmações feitas na reunião de 22 de abril de que ministros do Supremo deveriam ser presos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.