Blogueiro bolsonarista é preso em inquérito que apura atos antidemocráticos

Oswaldo Eustáquio é acusado de defender ruptura institucional. Defesa alega censura e intimidação

Oswaldo Eustáquio é acusado de defender ruptura institucional. Foto: Reprodução.

Em Campo Grande (MS), a Polícia Federal prendeu o blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio em investigações do financiamento de atos antidemocráticos. Prisão ocorreu nesta sexta-feira, 26.

Oswaldo Eustáquio é acusado de defender uma ruptura institucional. A ordem de prisão foi do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A Polícia Federal apurou que nos últimos dias Eustáquio esteve no município de Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai, e foi identificado risco de fuga do blogueiro.

A defesa de Eustáquio nega que ele tenha cometido crime e que tenha tentado fugir do país, bem como, alega motivação política censura e intimidação.

A prisão é temporária e tem prazo de cinco dias, podendo ser prorrogada por mais cinco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.