BC irá subsidiar salários de pequenas e médias empresas por meio de linha de crédito

Anúncio foi realizado nesta sexta-feira, 27, no Palácio do Planalto. Serão R$40 bilhões disponibilizados com recursos do Tesouro e de bancos

| Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira, 27, o governo federal anunciou que irá ajudar pequenas e médias empresas a pagar seus funcionários durante dois meses por meio de uma linha de crédito. A medida anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, vai disponibilizar R$20 bilhões por mês.

O acordo, anunciado no Palácio do Planalto, totaliza R$40 bilhões que serão subsidiados com recursos do Tesouro e de bancos. O governo deve preparar uma emenda constitucional que permita com que o BC realize compra direta de crédito, como tem ocorrido com outros bancos centrais pelo mundo. “Hoje em dia, o BC brasileiro não tem essa capacidade. Máximo que pode fazer é injetar liquidez no sistema”, informou Campos Neto.

O financiamento do Tesouro será de R$17 bilhões (85%), enquanto os bancos farão uma contribuição de R$3 bilhões (15%). A operacionalização será do BNDES.

O recurso, entretanto, deverá financiar, no máximo, dois salários mínimos por trabalhador. Ou seja, quem recebe até dois salários mínimos continuará com o mesmo salário. Já os funcionários que ganham acima disso, terão seus salários limitados a dois salários mínimos. Caberá à empresa complementar o restante do valor.

O financiamento atenderá empresas com faturamento de R$360 mil a R$10 milhões por ano. A carência é de seis meses, em 36 parcelas. Os juros corresponderão a 3,75% ao ano, com zero de spread. A previsão é beneficiar 1,4 milhão de pequenas e médias empresas no país. Os trabalhadores somarão 12,2 milhões.

O recurso só poderá ser utilizado em folhas de pagamento. “A empresa fecha o contrato com o banco, mas o dinheiro vai direto para o funcionário, cai direto no cpf do funcionário. A empresa fica só com a dívida”, explicou o presidente do BC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.