Base aliada precisa de Demóstenes Torres, afirma prefeito de Senador Canedo

Divino Lemes, apesar de ser do PSD, acredita que o procurador é a melhor escolha para a segunda vaga ao Senado na chapa governista

Divino Lemes, prefeito de Senador Canedo, e Demóstenes Torres, procurador de justiça | Foto: Reprodução

O prefeito de Senador Canedo, Divino Lemes (PSD), engrossa o coro de parte da base aliada ao governo de Goiás que espera o procurador Demóstenes Torres (PTB) como um dos escolhidos para disputar a uma das duas vagas que Goiás terá no Senado na chapa encabeçada por José Eliton (PSDB).

“Torço e vou trabalhar para que o melhor seja decidido. Para isso, acredito que seja o Demóstenes, a base precisa dele”, afirmou.

O procurador é um dos cotados à vaga junto à senadora Lúcia Vânia (PSB), que, por sua vez, rechaça qualquer tipo de confronto com Demóstenes, ameaçando até mesmo se ausentar do pleito eleitoral.

Apesar das ameaças, ainda não há sinais de que a escolha já tenha sido feita. No domingo (8), a coluna Bastidores publicou que o líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Francisco Oliveira, do PSDB, reforçou que a base aliada ainda não bateu o martelo quanto à definição da segunda vaga na disputa ao Senado na chapa governista.

“Não há qualquer consenso entre os nomes de Lúcia Vânia (PSB) e do procurador Demóstenes Torres (PTB). Ávido defensor da presença de todas as siglas na base, Francisco declara seu apoio a Demóstenes e defende que a decisão ainda tenha que ser debatida com calma”, informa a coluna.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.