Banco Central reduz projeção de crescimento da economia para 0,2% em 2014

Valor é 0,5 ponto percentual menor que a estimativa anterior. Inflação deve ficar em 6,4% neste ano

Mais uma vez, previsão de crescimento do Brasil é reduzida | Valter Campanato/Agência Brasil

Presidente Dilma durante a diplomação deste ano. Na campanha: anúncio de crescimento. Na prática: mais uma vez, previsão é reduzida | Valter Campanato/Agência Brasil

O Banco Central (BC) estima em 0,2% o crescimento da economia neste ano. A nova perspectiva para o Produto Interno Bruto (PIB) está no Relatório de Inflação do quarto trimestre, divulgado nesta terça-feira (23/12).

O valor é 0,5 ponto percentual menor do que a estimativa considerada no Relatório de Inflação anterior e de 0,6% para o acumulado em quatro trimestres até setembro de 2015, informou o BC. O PIB é a soma de todas as riquezas do país.

Já para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, o BC projeta inflação de 6,4% em 2014, 6,1% em 2015 e 5% em 2016.Os dados levam em conta o conjunto de informações disponíveis até 5 de dezembro de 2014, o cenário de referência, que pressupõe a manutenção da taxa de câmbio em R$ 2,55 para cada US$ 1 e a meta para a taxa Selic em 11,75% ao ano.

O relatório destaca ainda que no cenário de mercado, que incorpora dados da pesquisa feita pelo Departamento de Relacionamento com Investidores e Estudos Especiais (Gerin), as projeções indicam inflação de 6,4% em 2014, 6,% em 2015 e 4,9% em 2016.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.