Avião militar cai na Espanha e mata pelo menos oito pessoas

Aeronave acidentada é considerada a maior propulsora do mundo e começou a ser produzida industrialmente em 2011

| Foto: Reprodução/Twitter@BOMBEROSSEVILLA

Apesar de o acidente ter ocorrido fora da área do aeroporto, o terminal foi fechado para tráfego aéreo | Foto: Reprodução/[email protected]

Um avião militar de carga caiu hoje (9) próximo ao Aeroporto de Sevilha, na Espanha, pouco depois de decolar. O presidente espanhol, Mariano Rajoy, confirmou a morte dos ocupantes do avião A400M, embora ainda sem divulgar o número exato de vítimas.

“No avião viajavam de oito a dez pessoas, que faleceram”, disse o presidente.

Rajoy recebeu a informação durante um comício de campanha, interrompido logo em seguida, em La Laguna, na ilha espanhola de Tenerife. Apesar de o acidente ter ocorrido fora da área do aeroporto, o terminal foi fechado para tráfego aéreo. As autoridades espanholas enviaram várias equipes de socorro ao local.

Embora a Airbus tenha uma fábrica de montagem do avião militar na Espanha, o país ainda não comprou nenhuma unidade. A empresa costuma usar o Aeroporto de Sevilha como local de testes. Apenas a França, a Inglaterra e a Turquia já adquiriram aeronaves do modelo que caiu. O avião A400M é considerado o maior propulsor do mundo e começou a ser produzido industrialmente em 2011.

O projeto surgiu em 2003, em um acordo entre a Alemanha, a França, a Espanha, o Reino Unido, a Turquia, a Bélgica e Luxemburgo para comprar 180 unidades. A Espanha se comprometeu a comprar 27 aviões e a primeira entrega está prevista para 2016, para substituir os Hércules C-130, em atividade desde 1973.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.