Avião chileno que seguia para Antártida desaparece com 38 pessoas

Aeronave perdeu comunicação quando sobrevoava o mar de Drake, passagem marítima considerada a mais tempestuosa do planeta

Foto: Reprodução

Um avião Hércules C-130 que decolou nesta segunda-feira, 9, da cidade de Punta Arenas, sul do Chile, desapareceu com 38 pessoas a bordo no mar de Drake quando seguia para a Antártica e uma operação de busca foi iniciada, informou a Força Aérea.

A aeronave perdeu comunicação quando sobrevoava o mar de mar de Drake, uma passagem marítima entre o continente americano e a Antártida, considerado pelos marinheiros como a mais tempestuosa do planeta.

A bordo do C-130 Hércules viajavam 38 pessoas — 17 tripulantes da aeronave e 21 passageiros —, incluindo 15 oficiais da FACH, três do Exército, dois funcionários da empresa privada de construção Inproser e um funcionário da Universidade de Magallanes.

As pessoas viajavam para cumprir tarefas de apoio logístico na base Eduardo Frei, a maior do Chile na Antártica: a revisão do oleoduto flutuante de abastecimento de combustível da base e o tratamento anticorrosivo das instalações.

A FACH declarou “estado de alerta pela perda de comunicação” e ativou uma operação de resgate com aeronaves e navios da Marinha para “resgatar possíveis sobreviventes”. O avião tem sistema ELT que indica sua posição por satélite, mas durante a madrugada o dispositivo não permitiu localizar a aeronave. (Com informações da Exame)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.