‘Avatar’ é destaque no Jiu-Jitsu goiano

Aos sete anos, Enzo Rafael  já acumula vários títulos

Foto: Reprodução

Aos sete anos de idade, o Enzo Rafael, conhecido como Avatar, destaca-se no cenário das lutas marciais. O garoto começou a lutar Jiu-Jitsu quando tinha apenas seis anos de idade, e hoje, já conquistou vários títulos.

“Eu vi uma luta e fiquei empolgado para lutar também, aí comecei, e já estou com uma faixa boa”, conta o pequeno Avatar, que já é faixa amarela em Jiu-Jitsu. O pai fala orgulhoso que o garoto está indo bem tanto na escola, onde cursa o 2º ano, quanto nos treinos, e que começou a praticar, também, outra modalidade, o boxe.

Conversamos com o pai do Enzo, Diorgenes Ferreira, e ele nos contou que o garoto interessou-se pela luta aos três anos de idade, quando pediu uma luva de boxe de presente para os pais. Diorgenes e sua esposa Clescimar decidiram levar o garoto, na época com seis anos, a uma academia, e ele teve seu primeiro contato com o Jiu-Jitsu. A partir daí, o pai conta que Enzo foi se destacando cada vez mais: “No segundo mês de luta ele participou do primeiro campeonato e ganhou”.

O pequeno lutador  ingressou em um projeto social no Jardim Tiradentes, em Aparecida de Goiânia, o ‘Campeões do Futuro’. Lá ele começou a treinar com o mestre Pimenta, e conquistou os títulos de Multicampeão internacional 2018 e 2019, foi campeão do campeonato Abu Dhabi internacional Pro – Goiânia, campeão Golden Cup, campeão Goianinho, foi cinco vezes campeão estadual, lutando também na categoria até 12 anos, sendo vice-campeão nessa categoria no Campeonato estadual 2018. Venceu ainda o Campeonato centro oeste brasileiro 2018, e a primeira etapa o Campeonato Estadual realizado na cidade de Anápolis, no início deste ano.

O pai do jovem atleta é funcionário público e está afastado no momento, ele explica que vem buscando alternativas para levar o Avatar até o Campeonato Pan Americano de Jiu-Jitsu, que será realizado em Brasília, entre os dias 13 e 15 de setembro.  “Eu estou correndo para pagar a inscrição dele no campeonato, mas precisamos de patrocínio”.

Conversando com Enzo, ele lembrou que a primeira vez que pisou em um tatame começou a tremer, mas que já no segundo dia, o medo foi substituído pela vontade de seguir no esporte. E nos contou, também, sobre suas pretensões no mundo das lutas marciais: “Meu sonho é lutar no MMA, vou continuar lutando até chegar lá”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.