Ausência de desembargadores faz com que TJ adie julgamento sobre Avianca

Nova data foi definida para o dia 17 de junho, em que será decidido se o leilão de ativos será liberado ou não

O Tribunal de Justiça de São Paulo adiou para o dia 17 de junho o julgamento sobre a Avianca Brasil, que deveria ocorrer nesta segunda, 10. A data foi adiada por causa da ausência de um dos três desembargadores que devem julgar o caso, Ricardo Negrão, por problemas de saúde.

No julgamento, os desembargadores devem decidir se vão liberar a realização do leilão de ativos da empresa, que foi suspenso no dia 6 de maio.

Recuperação judicial

A Avianca Brasil entrou em processo de recuperação judicial. A empresa aérea tem cancelado voos e, em abril, devolveu aeronaves em cumprimento a decisões judiciais. No dia 24 de maio, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) suspendeu cautelarmente todas as operações da empresa aérea. Por meio de nota, a Avianca Brasil informou que tomou a iniciativa de suspender temporariamente suas operações.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.