Aumenta o número de deputados goianos que deve votar a favor da denúncia contra Temer

Cinco já confirmam voto favorável em plenário, mas maioria dos 17 parlamentares de Goiás ainda está indecisa ou prefere não declarar voto

João Campos, Delegado Waldir, Fábio Sousa, Rubens Otoni e Flávia Morais devem votar pela aceitação da denúncia contra Temer | Fotos: Arquivo Jornal Opção e reprodução Câmara dos Deputados

Enquanto a admissibilidade da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer (PMDB) por corrupção passiva tramita na Câmara dos Deputados, o jornal Estado de S. Paulo publica em tempo real o “placar” da votação em plenário.

Nesta quarta-feira (12/7), a publicação registra que, entre os deputados goianos, cinco já declaram voto favorável à admissibilidade da denúncia: Delegado Waldir (PR), Fábio Sousa (PSDB), Flávia Morais (PDT), João Campos (PRB) e Rubens Otoni (PT). Até o último domingo, o número era de apenas três (9/7).

O acréscimo vem depois da confusão na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, que analisa o mérito da denúncia, na última segunda-feira (10/7), quando uma série de deputados foram substituídos por causa da possibilidade de votarem contra o presidente Temer. Dois deles foram justamente os deputados goianos Delegado Waldir e João Campos.

Por outro lado, a deputada Magda Mofatto se junta aos que declaram voto contrário à denúncia, os deputados Daniel Vilela e Pedro Chaves, ambos do PMDB e Jovair Arantes (PTB). Entre os demais goianos, cinco estão indecisos e outros três não quiseram responder.

Na contabilidade total, a maioria dos parlamentares não quiseram responder: 213. Outros 63 estão indecisos, 170 são favoráveis, 66 são contra e o presidente, Rodrigo Maia (DEM) não vota.

Para que a denúncia contra o presidente tenha seguimento no Supremo Tribunal Federal, um mínimo de 342 deputados precisam votar pela admissibilidade da denúncia, que atualmente está sob análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O voto do relator naquele colegiado, deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), foi favorável à denúncia, mas o mérito será apreciado pelo plenário independente do resultado da votação na CCJ, que deve ser finalizada ainda esta semana.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.