Secretário municipal de Educação, Marcelo Costa, afirmou nesta quarta-feira, 15, que, caso infecções por Covid-19 diminuam, aulas presenciais podem voltar no segundo semestre com protocolos

O secretário de Educação de Goiânia, Marcelo Costa, afirmou nesta quarta-feira, 16, que está em curso a elaboração de protocolos para retorno às aulas presenciais. De acordo com ele, ainda não há datas definidas, mas já é possível pensar em um retorno gradativo.

“Talvez isso se dê após a segunda quinzena de agosto, se houver condições epidemiológicas. Mas, torno a destacar que essa volta só ocorrerá mediante condições seguras. Não conhecemos esse vírus o suficiente para nos darmos o direito de colocar a comunidade escolar em risco”, afirmou Costa.

Segundo o secretário, o protocolo de retorno obedece quatro pilares: operacional, administrativo, pedagógico e comunicacional. Ele ainda destaca que a prefeitura se preocupa com a segurança dos alunos e servidores. “Não podemos falar em datas, mas em cenários, pois dependemos da evolução dos casos e curva epidemiológica”, ressaltou.

Obras não param

Apesar das aulas da rede municipal ocorrerem, desde o início da pandemia, por meio remoto, a Prefeitura de Goiânia não paralisou as obras destinadas à Educação. Na manhã desta quarta-feira, 15 o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Alto da Glória teve ampliação de vagas em 125, com a criação de 11 ambientes modulares. Estiveram presentes o prefeito Iris Rezende (MDB) e o secretário Marcelo Costa.

Apenas em 2020, as salas modulares permitira a ampliação de 3.425 vagas na Educação Infantil e Ensino Fundamental. Até o final do ano, a Prefeitura pretende abrir mais 1.500 vagas com obras por 11 Cmeis da capital.