“Eu quero dizer que Fieg confia na Enel”, diz Sandro Mabel em audiência pública

Em meio as críticas sobre má prestação de serviço da concessionária, apenas o presidente da Fieg fez defesa da empresa durante Audiência Pública.

Audiência debate serviço da Enel – Fotos Junior Guimarães

Neste sábado (15), o líder do governo na Câmara dos Deputados, Major Vitor Hugo, promoveu uma audiência pública a fim de cobrar melhorias da Enel no fornecimento de energia elétrica em Goiás. No evento foram apresentadas as opiniões já conhecidas sobre a má prestação do serviço da empresa. Governo estadual e deputados foram unanimes nas críticas a concessionária. A única posição favorável a Enel partiu do presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás, Sandro Mabel.

Em sua participação na Audiência Pública, Mabel defendeu a permanência da Enel, apesar das volume de queixas sobre a prestação de serviço da empresa. Mesmo com os prejuízos que o setor produtivo alega ter por conta das constantes interrupções no fornecimento de energia, o presidente da Fieg acredita não ser interessante a troca da concessionária. “Trocar uma companhia no meio desse caminho, depois de todo esse trabalho que está sendo feito, é uma loucura”, disse.

Mabel acredita que a Enel é única empresa com interesse em prestar o serviço de fornecimento de energia em Goiás.  “Ninguém quis pegar a Celg porque era uma banana podre”, disse. “Eu quero dizer que Fieg confia na Enel, acha que já passamos um período maior”, afirmou.

A audiência pública também contou a explanação da Enel, dizendo que investiu no sistema de abastecimento de energia, sendo contraposta, em seguida, pelo secretário de estado de Desenvolvimento e Inovação, Adriano da Rocha Lima, que trouxe dados comprovatórios de que os investimentos na ampliação não foram satisfatórios, uma vez que a qualidade do serviço piorou 555% em 15 regiões.

Deputados federais entoaram o mesmo coro, cobrando uma posição da Enel que saia dos acordos e seja visto na prática, no dia a dia do consumidor.O diretor da ANEEL, Rodrigo Limp, trouxe dados que comprovam que a Enel de Goiás é uma das piores empresas de abastecimento de energia eletrodo País!

O governador Ronaldo Caiado trouxe as dores dos produtores rurais e disse estar cansado do diálogo. Quer resultados, uma vez que tem mantido diálogo com a empresa energética desde o início de 2018 e não tem obtido satisfação.

Após as falas das autoridades, a população teve direito à palavra. Entre as cobranças, as constantes quedas de energia, a dificuldade em ser atendido pela empresa, a perda total de produções de leite e frango, e produtos agropecuários.

O evento contou com a participação de deputados federais , do deputado estadual Paulo Trabalho, do diretor da ANEEL, Rodrigo Limp, do secretário adjunto do Ministério de Minas e Energia, Domingos Andreatta, do senador Vanderlan Cardoso, do secretário de Desenvolvimento e Inovação, Adriano da Rocha Lima, do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, de Sandro Mabel, além de uma equipe da Enel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.