Audiência Pública debate Patrimônio Histórico e Art Déco de Goiânia

Capital reúne um dos maiores acervos em arquitetura Art Déco de todo o Brasil, com vinte e dois monumentos tombados como patrimônio pelo Iphan

A Câmara Municipal de Goiânia realiza nesta sexta-feira, 30, uma audiência pública para discutir o tema “Patrimônio Histórico e Art Déco de Goiânia – Diagnósticos e Perspectivas”. Proposto pela vereadora Priscilla Tejota (PSD), o encontro será realizado às 15h, no auditório Jaime Câmara.

O produtor cultural e coordenador do Goiânia Art Déco Festival, Gutto Lemes, destacou a importância da discussão com o intuito de chamar atenção poder público para a elaboração de projetos de leis de valorização da arquitetura goianiense. “Dentro desse contexto, queremos promover, revitalizar esse patrimônio e até mesmo levar o tema para as discussões do Plano Diretor que está em tramitação”, pontuou.

Objetivo é debater com as entidades da área e a sociedade as dificuldades enfrentadas para se preservar o patrimônio histórico da cidade. “É triste ver prédios que compõem a história da nossa cidade em estado de abandono. Então é necessário debater amplamente a questão para que possamos proteger e resgatar nosso patrimônio”, explicou Priscilla.

A parlamentar ressaltou ainda a necessidade de elaborar um diagnóstico sobre a real situação dos imóveis tombados e passíveis de tombamento na capital. “Temos que conscientizar a população e os órgãos públicos de que existe um tesouro valioso, escondido, que também precisa ser catalogado”, disse a vereadora ao destacar que o reconhecimento desses imóveis “vai agregar mais valor à cidade de Goiânia, tornando um lugar mais atrativo, movimentando o comércio e o turismo local”, completou.

A audiência pública conta com o apoio do Goiânia Art Déco Festival, que acontece entre os dias 27 de agosto e 1º de setembro, na capital. Em sua 2ª edição, o evento ocorre para celebrar o patrimônio edificado, através de palestras, mesas de debate, feiras de arte e fotografia, entre outras atividades que incentivam a educação patrimonial e a importância do acervo histórico. 

Art Déco

O Art déco é um movimento artístico internacional que teve início na Europa em 1910, mas atingiu seu ápice entre os anos de 1920 a 1930. Em Goiânia, Attílio Corrêa Lima foi o urbanista brasileiro responsável pelos projetos urbanísticos durante a construção da capital.

As principais características da arquitetura Art Déco são as geometrias, estampas e sofisticação, privilegiando a aerodinâmica, inspiradas por diversas culturas antigas.

Goiânia reúne um dos maiores acervos em arquitetura Art Déco de todo o Brasil, com vinte e dois monumentos tombados como patrimônio pelo Iphan (Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.