Audiência pública debate moradia para assentados de Aparecida de Goiânia

Comissão de Habitação, Reforma Agrária e Urbana discute formas de promover melhorias à população do assentamento Alto da Boa Vista

A Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) recebe, nesta quarta-feira, 11, uma audiência pública para debater moradia para assentados do assentamento Alto da Boa Vista. Solenidade é promovida pelo presidente da Comissão de Habitação, Reforma Agrária e Urbana, deputado estadual Wilde Cambão (PSD), e começa às 19h no auditório Solon Amaral.

Atualmente as moradias dos assentados são feitas de barracas de madeira e lona, com abastecimento de energia de forma clandestina e a água é proveniente de mini poços e cisternas. No assentamento Alto da Boa Vista, há uma demanda de aproximadamente 300 famílias, entre elas crianças, mulheres grávidas e idosos.

Segundo os moradores, há um déficit habitacional em Aparecida de Goiânia para cerca de 15 mil habitantes. Esses moradores estão na fila de espera por uma moradia e cerca de 800 casas estão previstas para serem entregues.

Na semana passada, no dia 3 de setembro, membros do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB), que também são moradores do assentamento Alto da Boa Vista, em Aparecida de Goiânia, estiveram na Alego em busca de apoio para a regularização de suas habitações. Reunidos com a Comissão de Habitação, solicitaram a audiência pública, que será realizada hoje.

Para a solenidade foram convidados membros da comissão de moradores do assentamento Alto da Boa Vista, do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB), da Agência Goiana de Habitação (Agehab), da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do município de Aparecida de Goiânia, da Comissão de Habitação de Aparecida, da Comissão de Direitos Humanos da Alego e do Programa Crisálida, que combate a pobreza e viabiliza dignidade social ao município de Aparecida de Goiânia.

(Com informações de Cássio Neves)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.