Atuação do Exército brasileiro em obras é tema de palestra

Objetivo do evento é fazer com que jovens tenham no Exército um exemplo de lisura e bom trabalho a seguir

Um Brasil que a sociedade não conhece promete ser apresentado em palestra do general do Exército Joaquim Maia Brandão Júnior, na próxima terça-feira (11/11). No 9º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, o também chefe do Departamento de Engenharia e Construção do Exército Brasileiro vai falar sobre a forma de trabalho e as dificuldades enfrentadas durante as obras realizadas em diferentes regiões do País.

O convite partiu do delegado da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra De Goiás (ADESG-GO), Gilberto Alves Marinho. O psicólogo acredita que o trabalho de engenharia do Exército deve ser reconhecido pela sociedade. “Ainda mais em tempos de desesperança, em que os jovens estão desacreditados com os poderes Judiciário, Legislativo e Executivo. As obras [do Exército] não têm superfaturamento”, ressaltou.

Marinho adiantou ao Jornal Opção Online que Brandão irá explanar sobre a integridade e a lisura das obras feitas pelo Exército. “Já estive em áreas difíceis, como na construção de um aeroporto na Amazônia”, comentou, completando que empresas privadas não conseguiriam executar projetos naquele local.

A palestra será aberta e destinada não somente a profissionais da engenharia e construção civil, mas também a toda a população e estudantes de outras áreas. Segundo Marinho, a intenção é fazer com que os jovens tenham no Exército um exemplo a seguir.

Confira o convite abaixo:

conviteexerc

Uma resposta para “Atuação do Exército brasileiro em obras é tema de palestra”

  1. thiago cls disse:

    Realmente é indiscutível a lisura do exército na engenharia e em outros setores também, exemplo estão sendo as BR’s q estão sendo duplicadas pelo pessoal do exército! Realmente estão de parabéns e espero ansioso pela nova administração das forças armadas nesse país!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.