Associação dos Diplomatas Brasileiros reage à possível indicação de Eduardo Bolsonaro para embaixada

Quadros do Itamaraty contam com profissionais altamente qualificados para assumir quaisquer embaixadas no exterior, diz ADB

Foto: Paola de Orte/Agência Brasil

A Associação dos Diplomatas Brasileiros (ADB) divulgou uma nota pública em reação à declaração do presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre a pretensão de indicar seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos. O anúncio foi feito um dia após o deputado completar 35 anos, idade mínima para assumir o posto

Na nota, a ADB recorda que, atualmente, mais de 1.500 diplomatas representam o País e defendem os interesses nacionais nas embaixadas, consulados e delegações junto a organismos internacionais, além de trabalharem em diversos órgãos do governo federal — inclusive na Presidência da República -, nos quais  se encontram, hoje, mais de sessenta diplomatas cedidos.

A associação também pontua que os diplomatas atuam em questões fundamentais nas áreas cultural, ambiental, econômica, comercial, proteção e defesa dos direitos humanos, cooperação, paz e segurança internacionais, dentre outras.

“Iniciamos a carreira com uma formação ampla e consistente, por meio de um dos concursos mais rigorosos da administração pública, proporcional às exigências da atuação que precisamos ter dentro e fora do País”, destaca a ADB.

Embora reconheça as prerrogativas presidenciais na nomeação de seus representantes diplomáticos, a Associação dos Diplomatas Brasileiros recorda que os quadros do Itamaraty contam com profissionais de excelência, altamente qualificados para assumir quaisquer embaixadas no exterior.

“Há mais de 100 anos os diplomatas brasileiros têm a construção da imagem e do desenvolvimento do País como seu objetivo maior, pelo qual norteiam, todos os dias, o seu desempenho. Esse é o papel para o qual foram e continuam sendo diligentemente treinados e preparados”, finaliza o texto.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.