Associação comercial denuncia abandono do Centro de Goiânia

No entanto, levantamento da PMGO mostra que todos os índices das diversas modalidades de furto na região central apresentaram queda nos últimos quatro meses

Centro de Goiânia | Foto: Reprodução ACIC

A Associação Comercial e Industrial do Centro de Goiânia e Adjacências (ACIC) demonstrou preocupação com a situação atual do Centro de Goiânia, que tem registrado falta de segurança e aglomerações de ambulantes. A conjuntura também tem colocado a segurança sanitária dos moradores, colaboradores das lojas e clientes em risco.

Para a ACIC, a quantidade de ambulantes nas ruas e avenidas da região central tem aumentado drasticamente, o que mostra a ineficiência da fiscalização por parte dos agentes públicos. “A aglomeração é tão grande que é difícil transitar em algumas avenidas do Centro, principalmente na Avenida Anhanguera”, destaca.

Centro de Goiânia | Foto: Reprodução ACIC

O aumento no número de pessoas em situação de rua e de usuários de drogas também tem assustado quem frequenta o Centro. “Muitos estão abordando os moradores e os veículos que param no estacionamento, principalmente no período noturno. Chegam a bater nos vidros, a constranger os condutores dos automóveis que param no sinaleiro”, denuncia a ACIC.

De acordo com a associação, os comerciantes, principalmente das ruas abaixo da Paranaíba, como as Ruas 74, 68, 61,62 e outras, mesmo àqueles que podem fechar o comércio após às 17h, ficam com receio de manter as portas abertas devido à presença constante dos moradores de rua e usuários de drogas.

Números mostram que violência caiu na região

A pedido do Jornal Opção, a Polícia Militar do Estado de Goiás realizou um levantamento dos dados das diversas modalidades de furto na região central nos últimos quatro meses. E em todos eles (furto de comércio, de veículo, em residência e a transeunte) houve quedas em relação ao ano anterior.

No comparativo dos últimos quatro meses (abril, maio, junho e julho) de 2020 com o mesmo período de 2019, o furto de comércio teve queda de 22,11%. Em relação ao furto de veículos, a queda foi de 49,43%. A modalidade furto em residência registrou queda de 29,55% e o furto a transeuntes apresentou queda de 58,79%.

Centro de Goiânia | Foto: Reprodução ACIC

O Comandante do Policiamento da Capital (CPC), Coronel Edson Ferreira Moura, explica que a criminalidade na região existe e que o trabalho da polícia segue firme, no entanto, esclarece que não há qualquer situação atípica no Centro de Goiânia. Ele também adianta que entrará em contato com a ACIC a fim de colher possíveis denúncias.

“Trabalhamos com total transparência e os números confrontam as denúncias apresentadas. Mas o trabalho é diário e o desafio enorme, principalmente em relação aos usuários de drogas e pessoas em situação de rua que cometem delitos na região. Temos impedimentos e entraves como o fato de eles não ficarem presos, mas o trabalho da PMGO é realizado com responsabilidade e não para”, explica o Coronel Edson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.