Ao todo, 11 Estados já reabriram ou estudam uma maneira de retomar as atividades escolares presenciais ainda em 2020. Outros seguem com calendário suspenso inclusive na rede particular de ensino

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Passado o período tido como “crítico” da pandemia, um grande desafio ainda restante diz respeito ao retorno das aulas na rede pública de ensino. De acordo com levantamento realizado pela UOL, 11 redes estaduais já retomaram ou planejam o retorno das atividades presenciais ainda em 2020.

No entanto, na maioria dos Estados, como é o caso de Goiás, por exemplo, ainda não há estimativa para volta às aulas. A decisão se estende, inclusive, para escolas da rede particular de ensino.

Conforme mostrado pela reportagem, em São Paulo, as escolas foram abertas, em princípio, apenas para atividades extracurriculares de acolhimento e reforço. Mas na maioria dos Estados que aderiram o retorno, os alunos já voltaram a ter aulas letivas.

Os dados foram obtidos entre os dias 6 e 9 de outubro. No Amazonas, em Pernambuco e em São Paulo, já houve retorno de pelo menos parte dos alunos para as escolas das redes públicas estaduais. Outros oito estados planejam a retomada para o mês de outubro: Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina

A UOL destacou ainda que a regra geral, entre aqueles que optaram pelo retorno, é que o retornos das atividades aconteça de forma gradual, obedecendo a uma série de critérios.

Dentre as normas básicas para um retorno seguro estão: a redução do número de alunos por turma, a manutenção do distanciamento social, além, é claro, da obrigatoriedade de uso da máscara de proteção facial entre alunos e professores.